Voltemos ao Evangelho!

CESSACIONISMO É REBELIÃO - VINCENT CHEUNG - (TRADUÇÃO JÚLIO SEVERO)


 TESSALONICENSES 5:19-21


Os versículos de 19 a 22 tratam da orientação do apóstolo sobre as profecias. Paulo escreve: “Não trate as profecias com desdém,” mas orienta os cristãos a “examinar tudo.”


O cessacionismo é a doutrina falsa que ensina que as manifestações dos dons miraculosos, conforme estão enumerados em 1 Coríntios 12, cessaram desde os dias dos apóstolos e a finalização da Bíblia. Embora não exista nenhuma evidência bíblica para essa posição, um dos motivos principais para essa invenção é “proteger” a suficiência das Escrituras e a finalização (término) das Escrituras. Contudo, já foi demonstrado que a continuação das manifestações miraculosas de fato não contradiz essas duas doutrinas nem as coloca em risco. Portanto, o cessacionismo é antibíblico e desnecessário.

Mais do que isso: o cessacionismo é também maligno e perigoso, pois se o cessacionismo é falso, então os que defendem essa doutrina estão pregando rebelião contra o Senhor.

A Bíblia ordena aos cristãos: “Siga o caminho do amor e deseje intensamente os dons espirituais, principalmente o dom de profecia” (1 Coríntios 14:1). Se o cessacionismo é correto, mas não sabemos, então podemos ainda tranquilamente obedecer a essa instrução, embora não receberemos o que desejamos. Isto é, se a profecia cessou, mas pensamos que ela continua, então eu posso ainda desejar o dom de profecia de acordo com esse mandamento, mas não receberei o dom de profecia. Nenhum mal é feito.

Por outro lado, já que os cessacionistas ensinam que o dom de profecia cessou, então embora a Bíblia nos ensine a “desejar dons espirituais,” eles não desejarão dons espirituais, pois os dons espirituais não estão mais em operação, e quaisquer dons que as pessoas achem ter são necessariamente falsos. Isso também se aplica à profecia em particular. Portanto, embora Paulo ensine “Não trate as profecias com desdém,” os cessacionistas são obrigados a tratar todas as profecias com desdém, pelo fato de que eles acreditam que o dom de profecia cessou. Por isso, para eles todas as profecias de hoje são falsas. A postura deles sobre profecia é “rejeitar tudo” em vez de “examinar tudo.” Mas igualmente, se o cessacionismo é falso, então os cessacionistas estão pregando rebelião contra os mandamentos da Bíblia de desejar e examinar as manifestações espirituais.

Pelo fato de que os mandamentos “deseje dons espirituais,” “não trate as profecias com desdém” e “examine tudo” são revelados por uma autoridade divina e infalível, os cessacionistas são obrigados a apresentar um argumento infalível para tornar esses mandamentos inaplicáveis para os dias de hoje. Se não conseguirem apresentar tal argumento, mas ainda defenderem o cessacionismo em face desses mandamentos bíblicos explícitos, então não é óbvio que eles se condenaram diante de Deus, ainda que tenham certeza de que os dons cessaram? Nenhum cristão deveria aventurar-se a seguir os cessacionistas ou acreditar em suas doutrinas. Se alguém prega o cessacionismo, mas não consegue prová-lo — se ele não consegue apresentar um argumento infalível em defesa do cessacionismo (pelo fato de que o mandamento de desejar manifestações espirituais é claro e infalível), então isso significa que ele está conscientemente pregando rebelião contra alguns dos mandamentos diretos de Deus. Caramba então: ele não deveria ser removido da posição de pastor e outros cargos ministeriais? Ele não deveria ser até mesmo excomungado da igreja?

Considerando que os argumentos em defesa do cessacionismo são forçados e débeis, e pelo fato de que essa doutrina apresenta um perigo muito grande, é melhor crer na Bíblia conforme foi escrita, e obedecer a seus mandamentos conforme estão declarados — isto é, “deseje dons espirituais” e “examine tudo.” Essa posição é fiel às declarações diretas das Escrituras, mas requer resistência corajosa a argumentos falaciosos, bullying acadêmico e tradições eclesiásticas.

Inseparável dessa abordagem bíblica é a proteção contra fanáticos carismáticos e milagres falsos. A Bíblia nos instrui a “examinar tudo,” e já que a Bíblia é suficiente, pode expor milagres fraudulentos e profecias falsas. A resposta não é afirmar que os dons cessaram, mas seguir as instruções que a Bíblia já deu sobre esse assunto. Essa posição, que precisamos seguir o que a Bíblia diz, nos oferece a proteção perfeita ainda que o cessacionismo fosse correto. Se o dom de profecia cessou, então qualquer profecia hoje é falsa. Pelo fato de que a Bíblia é revelação suficiente, as informações na Bíblia nos deixarão em condições de “examinar tudo,” de modo que toda profecia alegada hoje ou será examinada e, descobrindo-se que é falsa, será condenada, ou se o conteúdo é tal que é inexaminável, será ignorada.

O cessacionismo nos ensina a abandonar alguns mandamentos divinos sem autorização de Deus, e assim prega rebelião, mas a posição de que temos de “desejar dons espirituais” e “examinar tudo” prega obediência ao Senhor, e é ao mesmo tempo capaz de se proteger contra todas as enganações. Não há nenhum perigo em desejar dons espirituais enquanto também examinamos tudo - se todas as manifestações são falsas, então as exporemos todas como falsas quando as examinarmos, e assim as consideraremos todas como falsas. Alguém que assim procede está a salvo de julgamento.

Texto traduzido por Júlio Severo - Veja o artigo no site original.

MARCADORES

A pessoa de Cristo A.W. Tozer aborto Abraão adventismo adversário Ágape Agostinho águas Albânia Além da Letra alforria aliança Amor Anjos Antigo testamento Antonio Gilberto apocalipse apologética apostasia arminianismo Arrebatamento arrependimento Àsia Ásia Central Assembléia de Deus Auschwitz Auxílio ao Obreiro avião batatas Batismo com Espirito Santo batismo com Espírito Santo batismo infantil batismo no Espirito Santo BBC bebida alcoólica Ben Gurion Bençãos besta bíblia sagrada Bíblia x Ciência Biblicamente bibliologia Billy Graham Blog Belverede bois brecha Brenda B. Colijn calvário CALVINISMO calvinistas Calvino cananeus carpinteiro carta carta de Judas casamento Castellion certo cerveja cessacionismo Ciro Zibordi clamor Claudionor de Andrade colheita comportamento confraria pentecostal Conhecimento continuismo conversão convite Corpo de Cristo CPAD cristãos cristianismo cruz Daladier Lima Dan Corner Daniel Santos Dave Hunt Davi David Botelho David Cloud Deus Conosco devocional diaconisas diálogo dizimo dízimo domingo Dons Espirituais Douglas Batista Doutrina Pentecostal Doxologia eleição Elias Elisabeth I Eliseu Antonio Gomes Eliseu Gomes enganador ensino equívocos religiosos errado erudição escórias escravatura Esmirna ética cristã EUA evangelho evangelicalismo evangelismo exegese Experiência expressões idiomáticas família família Cristã fariseus felicidade Festa da dedicação ficção filmes filosofia fim Flip Benham fonte fortalecimento fundidor Gálatas graça grupo de estudos Gunnar Vingren Habacuc herege heresia heresias Hernandes Lopes história história eclesiástica igreja igreja brasileira Igreja Fiel igreja primitiva Imael Brito imperialismo Inglaterra interpretação investigação Isaías Islamismo Israel Jerusalém João Cruzué Josenilson Félix Jourdon Anderson jugo desigual juízo Julgamento Keith Coward Kelem Gaspar leitura leões liberalismo teológico linguagem cristã Línguas estranhas livramento livre-arbítrio livro da vida Luciano Subirá Lutero maçã madrugada Marcelo Lyrio Marco Elias marxismo matrimônio Max Lucado Melquisedeque Menno Simons milagre ministério ministério feminino missionários missões missões transculturais mitos Moisés morte de Cristo mulher mulheres Mundanismo muro Natal nazismo Nietzsche noiva Norman Geisler Noruega novo testamento Obreiro Aprovado Oração Oriente Médio ovelha Palavra palavra revelada palha pão parlamento pastor pastores Paulo Junior paz Pecado pedobatismo peixe pentecostais Pentecostalismo perdão perseguição perseguições personagens piedade pobre prata Predestinação pregação expositiva Pródigo Profecia profecias Promessas questionamentos razão razão humana recenseamento Reforma Protestante refugiados Relacionamento religião religiosidade remédio renovados repreensão retórica revelação rico sábado sabedoria sacerdote sacrifício de Jesus salmos Salvação Samoa Sandro L. Oliveira sangue de Jesus santidade Santificação satélite século XX Século XXI serpente Silas Daniel simplicidade sinais sinais do fim Sinédrio soberania de Deus Sofia Müller sola scriptura soldado soteriologia Spurgeon Susanna Wesley Templo Teologia Teologia Pentecostal terrorismo terroristas testemunho Tiago Rosas titanic Tony Sousa trigo Vale verdade Versículos Bíblicos vida vida cristã vídeo vídeos vinha vinho visão whatsapp