Voltemos ao Evangelho!

ESCUTAI A MINHA LEI

POR SAMUEL SANTOS


"ESCUTAI a minha lei, povo meu; inclinai os vossos ouvidos às palavras da minha boca." Salmos 78:1

"Conheço bem poucos dos antigos comentários que são confiáveis no que tange a profecia. Quase todos eles espiritualizam as predições dos profetas do Antigo Testamento e confundem o reino com a Igreja. Daí serem suas interpretações sem nenhum valor"

Estranho depararmos com um texto desse, ainda mais proveniente de um missionário como Oswald J. Smith. Não é mesmo? Esta máxima cessacionista reflete a sua inabilidade no que tange o poder vívido da palavra.

Muitas vezes nos perguntamos: _O que levou o cristianismo a ser como é; mesmo com tanto trabalho missionário?
Os frutos desse labor se dividem hoje em dois grupos; (ambos são oriundos dessa nuvem missionária).
Os que pensam ser ortodoxos, aderindo ao exclusivismo cego; e os libertinos, que mergulhados em suas promiscuidades religiosa profanam os seus "cultos"

O preletor contemporâneo está preocupadíssimo com a emoção do seu "rebanho"; após a sua "exposição bíblica," ao invés de arrependimento, ele espera as lágrimas capciosas de sua plateia.
Desde quando que lágrimas é sinônimo de arrependimento? O quebrantamento verdadeiro muitas vezes fazem com que as lágrimas rolem, mas logo após este fenômeno, temos que estar diante de uma vida restaurada. O deleite do verdadeiro preletor bíblico é quando uma alma é transformada pelo poder da palavra de Deus, e não a dele. Os discursos são intermináveis devido a falta de conteúdo; só em pensar que Cristo e sua igreja pronunciava apenas um verbo: Vai, levanta-te, Vem, desce; e o milagre acontecia.

"ESCUTAI a minha lei"
Pois bem, outro ponto que queria salientar é a ignorância estarrecedora do indivíduo que se levanta e declama: _A lei contrapõe a graça! Se fosse assim, a lei em seu contexto profético não enalteceria a graça. A graça em Cristo, não só cumpriu a lei, mas livrou o pecador de sua condenação: "Quem crê nele não é condenado; mas quem não crê já está condenado, porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus." João 3:18
O poeta está dizendo: "_Escutai a minha lei"
Ler a lei sem a interferência do Espírito Santo é inútil, jamais ouviremos o autor da lei. Note que o "líder" nessa hora, lê, mas não escuta. Isto é um perigo! Ele corre o risco de segurar seus súditos por um período de tempo, mas após eles acordarem, se dispersarão.  

"Povo meu"
Temos que ter em mente uma coisa; somos propriedade peculiar de Deus. O sangue derramado na cruz do calvário foi suficiente para pagar a nossa dívida. "E que de entre vós mesmos se levantarão homens que falarão coisas perversas, para atraírem os discípulos após si." Atos 20:30

"Inclinai os vossos ouvidos às palavras da minha boca."
O único verbo desse tópico é executado  pelo homem "inclinai".
Talvez seja esta a grande deficiência dos preletores como o Sr. Smith; expor a leitura da lei, sem inclinar os ouvidos as palavras da boca de Deus (revelação do Espírito).

Há uma grande carência de "Felipes" que apontem o mistério aos "Eunucos" neste deserto escaldante. Quando você se deparar com um pequenino lendo a lei, chega-te até ele, e ensina-o os segredos de Deus.

Referências: O.J. Smith, When the King Comes Back, pp. 13-14, citado por W.E. Cox, op. cit., p. 1. O DISPENSACIONALISMO E SUAS IMPLICAÇÕES DOUTRINÁRIAS
João Alves dos Santos/pág 6

MARCADORES

aborto Abraão Ágape Agostinho águas Albânia Além da Letra alforria Amor Antigo testamento apocalipse apologética apostasia Àsia Ásia Central Auschwitz Auxílio ao Obreiro avião batatas batismo com Espírito Santo BBC bebida alcoólica Ben Gurion Bençãos besta Biblicamente bois Brasil brecha CALVINISMO Calvino caminhada cananeus carta cerveja cessacionismo clamor colheita comportamento Conhecimento conversão convite corrupção Crente Nominal cristãos cristianismo Daniel Santos David Botelho Deus Conosco devocional diálogo dizimo Dons Espirituais Doutrina ebd Elias ensino escravatura Esmirna EUA evangelho evangelismo exegese expressões idiomáticas fariseus Festa da dedicação ficção filmes filosofia fim Flip Benham fonte fortalecimento Gálatas graça grupo de estudos Habacuc Hebreus 6 história história eclesiástica igreja igreja brasileira Igreja Fiel interpretação Isaías Israel Jerusalém Josenilson Félix Jourdon Anderson Julgamento Kelem Gaspar lava-jato leitura leões liberalismo teológico livramento livre-arbítrio Luciano Subirá Lutero maçã madrugada Marcelo Lyrio Marco Elias Melquisedeque milagre ministério feminino missionários missões missões transculturais mitos Moisés mulheres muro Natal nazismo Nietzsche noiva Noruega novo testamento Obreiro Aprovado Oração Oriente Médio ovelha Palavra palavra revelada palha pão parlamento pastor paz Pecado peixe pentecostais Pentecostalismo perseguição perseguições pobre Pródigo Profecia profecias Promessas questionamentos Quinta medida razão humana Reforma Protestante refugiados religião remédio repreensão retórica revelação rico sabedoria sacrifício de Jesus salmos Salvação Samoa Samuel Santos sangue de Jesus santidade satélite Servas ICM sinais do fim Sofia Müller soldado soteriologia Teologia terrorismo terroristas Tony Sousa trigo Vale verdade vida vida cristã vídeos vinha vinho whatsapp